quarta-feira, 10 de junho de 2015

Coluna SNACK BAR - O Lado B da Humanidade: POR ESPORTE (Relembrando Cazuza)





            POR ESPORTE
            (Renato Pop & Mateus Duarte)
           
            Falando como um louco e profético arauto
            Te tomei dum asfalto sujo e decadente
            E te levei pro quarto duma nobre corte
            Pra surtar com o amor de mais um delinquente
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, apenas por esporte
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, num lance de sorte
           
            Você dispensou a calça e a regata rasgada
            Com a graça da gata que não é mesquinha
            E vagou rumo ao fundo vazio do meu peito
            Onde, com desajeito, se aninhou sozinha
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, apenas por esporte
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, num lance de sorte
           
            E quando te toquei do meio da minha vida
            Senti suas intrometidas unhas metidas
            No meu fígado, baço e coração, sem dona
            Ao vê-la ir, sem carona e bastante abatida
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, apenas por esporte
           
            Oh, desalmada alma que encontrei na ruína
            E tirei da rotina, num lance de sorte





Todavia, há um ditado que afirma o seguinte: "a boa mulher é aquela que perdeu a virgindade e manteve a classe". Contudo, como é possível manter a "classe" se se cultua o axioma que prega que "o aspecto proveitoso da fidelidade é que ela comprova o quão prazerosa é a promiscuidade"?
Simples: criando uma sociedade paralela. Em que a distorção social transforma a fraqueza em virtude.
Assim, um grupo de misses embarcou em uma cruzada contra a real razão de seu fracasso: a competência alheia. E se deparou com o sucesso da incompetência: ou seja, o acaso.

 
A Quadrilha das Misses Assassinas*
(*caso ainda não tenha esta obra na sua banca, click aqui, com o fim de obter desconto, ao arrematar um lote, e aumente a sua margem de lucro)

http://www.clubedeautores.com.br/book/124263--A_Quadrilha_das_Misses_Assassinas


PROMOÇÃO DE NATAL

De 06 a 13 de dezembro de 2017, os livros " O Amante Secreto ", " A Quadrilha das Misses Assassinas ", " Os V...

JORNAL "O MOCHILEIRO" - receba os artigos do blog mais sacana da paróquia em seu e-mail.

INVISTA NO NOSSO BLOG, ADQUIRINDO OS PRODUTOS AQUI ANUNCIADOS.