quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Coluna GALLERY: MINISSAIA (Roteiro do Reclame que Ninguém Viu)

INT – IGREJA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, EM SANTOS – DIA

FADE IN

Soam os acordes iniciais da Marcha Nupcial, de Felix Mendelssohn.

Pelos vitrais da igreja a luz do dia entra. E se soma à iluminação interna. Refletindo nos ornatos de prata, que dão brilho aos fraques negros dos homens que ali estão. Também incidindo nas pedrarias das mulheres, que se cobrem com vestidos perolados.

Aos poucos, a música se estingue.

Enquanto os presentes vão sendo desfocados, à medida que a NOIVA, o NOIVO e o PADRE são destacados. Sendo que a NOIVA, com um sorriso caricatural e um olhar lascivo, olha ora para o NOIVO e ora para o PADRE.

                                                           PADRE
                        Você aceita este homem? Seja na saúde ou
                        na doença? Na potência ou na impotência? 
                        E mesmo diante de uma minissaia?

Quando a atenção de todos, com exceção da NOIVA, que queima de ódio, ao observar o NOIVO, em concordância com o PADRE, se voltam para a MADRINHA. Que, com a inocência de quem pensa que a genitália só serve para as atividades fisiológicas, exibe as tatuagens que lhe adornam a coxa, ao usar uma pornográfica minissaia da US TOP.

FADE OUT

FADE IN

Letreiro: Minissaia

                                                           NARRAÇÃO
                        Minissaia.

Logomarca da US TOP

                                                           NARRAÇÃO
                        US TOP

Letreiro: Porque eles merecem.

                                                           NARRAÇÃO

                        Porque eles merecem.



Todavia, há um ditado que afirma o seguinte: "a boa mulher é aquela que perdeu a virgindade e manteve a classe". Contudo, como é possível manter a "classe" se se cultua o axioma que prega que "o aspecto proveitoso da fidelidade é que ela comprova o quão prazerosa é a promiscuidade"?
Simples: criando uma sociedade paralela. Em que a distorção social transforma a fraqueza em virtude.
Assim, um grupo de misses embarcou em uma cruzada contra a real razão de seu fracasso: a competência alheia. E se deparou com o sucesso da incompetência: ou seja, o acaso.

 
A Quadrilha das Misses Assassinas*
(*caso ainda não tenha esta obra na sua banca, click aqui, com o fim de obter desconto, ao arrematar um lote, e aumente a sua margem de lucro)

http://www.clubedeautores.com.br/book/124263--A_Quadrilha_das_Misses_Assassinas

PROMOÇÃO DE NATAL

De 06 a 13 de dezembro de 2017, os livros " O Amante Secreto ", " A Quadrilha das Misses Assassinas ", " Os V...

JORNAL "O MOCHILEIRO" - receba os artigos do blog mais sacana da paróquia em seu e-mail.

INVISTA NO NOSSO BLOG, ADQUIRINDO OS PRODUTOS AQUI ANUNCIADOS.